DELEGAR TAREFAS COMO SÍNDICO PROFISSIONAL

Síndico profissional não precisa saber de tudo, mas tem obrigação de ter ótima equipe


Ser síndico profissional demanda muitos conhecimentos diferentes. Conhecimentos específicos e aprofundados sobre as mais diversas demandas de um condomínio – e olha que são muitas!


Porém, seria exagerado dizer que o síndico profissional precisa saber de tudo que envolve a gestão de um condomínio, com a profundidade necessária.


É claro que também sempre há espaço e expectativa de aprendizado em cada trabalho, afinal um condomínio pode ter características muito similares a outro e mesmo assim apresentar desafios completamente diferentes entre si. Por isso, saber delegar tarefas da administração condominial é tão importante!



Veja abaixo :


Administradora: parceira é fundamental na gestão de condomínio, seja com síndico morador ou

profissional. A empresa é responsável por diversos aspectos do dia-a-dia do condomínio, como

pagamento de funcionários, adequação a novas leis, atendimento a condôminos e muitas outras rotinas.


Ter um ótima administradora colabora com diversos aspectos da sindicatura, desde a indicação de fornecedores até a uma melhor comunicação com os moradores. Aposte em uma parceira de

qualidade.


Gerente predial/zelador: é o braço operacional do síndico. Muitas vezes, é esse o profissional que passa o dia todo no condomínio, e quem recebe diretamente dos moradores seus anseios e reclamações. É importante que o síndico e ele tenham uma boa relação, e principalmente uma boa comunicação. Seja zelador ou gerente predial, o colaborador teve ter claro qual é seu papel no dia-a-dia do condomínio, que é o de apoiar o síndico e ser uma ponte entre o gestor, moradores e funcionários, além de estar sempre de olho nas áreas comuns!


Cobrança extrajudicial de devedores: contar com o apoio extra de uma empresa especializada em cobrar a inadimplência do condomínio pode ser uma ajuda e tanto para o síndico.


Esse tipo de empresa pode trazer bons resultados porque o foco do seu trabalho é esse: cobrar de quem está devendo de forma efetiva e rápida. Dessa forma, a inadimplência diminui e o síndico pode se focar em outros problemas que o condomínio porventura tiver.


Conselho fiscal: é um grupo de moradores, geralmente escolhidos em assembleia, que colabora com a gestão do síndico, que vê as pastas de prestações de contas enviadas pela administradora mensalmente.


Podem auxiliar o síndico quando o condomínio se vê prestes a fazer uma grande obra, por exemplo, ou quando há a necessidade de alguma ação judicial e há pessoas em condições de oferecer um aconselhamento qualificado para o síndico, no intuito de deixá-lo melhor informado para tomar uma decisão.


Comissões de moradores: ter comissões de moradores para diversos assuntos como eventos, obras, decoração, etc., ajuda muito a deixar a gestão do condomínio mais descentralizada.

Isso porque os próprios moradores já estão buscando alternativas e soluções para o condomínio. Na hora de bater o martelo sobre qual será a decisão final, o síndico teve a colaboração da própria comunidade, o que é sempre bem-vindo!

Quer saber mais? Peça uma proposta da CondoVita e veja como é incrível ter o seu condomínio

administrado pela nossa equipe!

© 2019 por Condovita

  • Facebook - White Circle
  • LinkedIn - White Circle
  • Twitter - White Circle